"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

29
Abr 12

Inesperadamente, sem aviso...ao abrir a porta,senti vozes.Afinadas, cantavam, numa língua que não entendi.Imaginei que, numa decisão que apoio incondicionalmente, alguém tivesse posto música ambiente no edifício, sempre procurado por turistas, e ainda mais neste ano  da CEC.Mas... não.

Discretamente, procurei o lugar do costume, hábito de muitos anos, e observei, procurando entender.

Quem eram aquelas quarenta, cinquenta pessoas, homens , mulheres, jovens e menos jovens, que, dispostos a esmo em semi-círculo, cantavam a vozes com simplicidade, sem maestro nem palco?! De quando em vez, ouvia-se a palavra Maria; e as terminações das palavras sugeriam uma língua eslava...

Não resisti: quando terminaram e se dirigiam para a saída, abordei uma senhora e, em inglês (língua universal...),felicitei e indaguei a nacionalidade. Lubljiana, foi-me respondido com um sorriso. E eu meio "embaçada"...

Ficara emocionada com aquela expressão de louvor a Maria; mais ainda com a facilidade com que este grupo executava o canto a vozes ,como alguém que bebe um copo de água em dia de verão, perante a imagem da Senhora, neste caso a Senhora da Oliveira, venerada em Portugal. Não sei o que mais me impressionou, se a fé, se a capacidade de um povo de expressar musicalmente os seus sentimentos.

publicado por mfssantos às 18:41

Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO