"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

20
Jul 10

As férias aí estão, pelo menos para alguns. E,destes, só uns poucos "irão para fora".

 

Mas "para quê viajar"? Já assim perguntava Eça de Queirós numa carta de 1885 ao Conde de Arnoso. Viaja-se "para ver o que há de interessante no mundo. Ora no mundo só há de interressante, verdadeiramente, o Homem e a Vida. Mas para gozar da vida de uma sociedade é necessário fazer parte dela e ser um actor no seu drama" (...) Andar por fora que melancolia, que desconsolação, quando estar por dentro é que é o interessante!"

 

Penso entender o que Eça queria dizer. É que, entre visitar um local como turista, mapa na mão, à procura de itens comercialmente recomendados, e ter contacto com os mesmos espaços pela mão de um "indígena", especialmente se ele for um apaixonado da sua terra...é um caso bem diferente!

Se assim penso, é porque me será impossível esquecer a minha primeira visita ao Alentejo, pela mão de um amigo, que deu a conhecer não apenas as pedras, as paisagens, os monumentos...mas também as gentes, as suas casas, os sabores carecterísticos da sua alimentação.

Ser recebido e guiado por uma família da Escócia ou do país de Gales informa mais sobre um povo do que todos os guias turísticos encartados, eles que me desculpem.

Passar um mês , "em comunhão de vida" com uma família holandesa, orgulhosa da sua história e da sua arte, disponível para guiar e comentar , abrir fronteiras, acender luzes...enriquecer o espírito de um adolescente, tábua rasa à espera de um texto de beleza...ah, isso é deveras inesquecível, por mais anos que se vençam...

 

Como Eça, passe o "pretenciosismo", não basta ver "só a Vida por fora".É preciso "ser um actor no seu drama".

 

 

publicado por mfssantos às 09:57

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
16
17

19
21
22
23
24

25
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO