"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

03
Mai 09

Os dias de...não me motivam muito...

Mas a palavra Mãe é demasiado  poderosa  para se ficar indiferente...É que , enquanto crianças, nem nos apercebemos de quanto dela dependemos! Ela lá está, quando dela precisamos. Volvidos adolescenres, damos connosco a confrontar a mãe, a discordar,das obrigções,das horas de chegada a casa, das festas a que queremos ir, dos amigos cuja convivência nos atrai...isto, quando não discordamos, só, por espírito de contradição...

Vamos crescendo, em tamanho e responsabilidades, e, de repente, damos com nós próprias já mães! E é então que a nossa mãe se torna definitivamente importante, insubstituível, braço direito...isto até quando não estamos bem de acordo com métodos e processos...E os nossos filhos sorriem no colo da avó, correm para ela quando fazem um do-dói, agarram-se-lhe à saia..."Avó, canta! Avó, conta uma história..."E esta mãe duas vezes canta, conta, faz, fica, vai...porque os seus meninos estão à frente de tudo.E reza, quem sabe ,como naquela  aldeia, em que ela, a avó,"responsa" os netos...os encomenda ao Anjo da Guarda...

E quando as forças faltam e a idade pesa,quando a passagem para uma outra vida se aproxima, tudo o que possa fazer-se para  adoçar o caminho será pouco, comparativamente ao peso que uma  mãe tem em qualquer família.

São todas as Mães, com M maiúsculo, que celebramos no dia de hoje. Obrigada, Mãe!

publicado por mfssantos às 15:37

Está fantástico! Comovente...

Mariali a 4 de Maio de 2009 às 18:47

Obrigada por comentar!
mfssantos a 5 de Maio de 2009 às 08:49

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO