"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

28
Out 09

Terceira Idade

 

Então não disseram hoje na rádio que estamos a celebrar "O DIa da Terceira Idade"?!

Decididamente , a expressão persegue-me... O que significa ... não sei bem ainda... É que receio muito generalizações... E relembro : Elizabeth Taylor... Simone de Oliveira... são quem me ocorre agora, juntamente com todos os que foram meus colegas na Universidae...todos a rondar os 70...e tão diferentes entre si...Como  considerá - los a todos, igualmente, da Terceira Idade?Que é isso de "Terceira Idade" ?

publicado por mfssantos às 14:46

26
Out 09

Uff! Finalmente sinto-me melhor! Graças a Deus. Não é nada agradável estar fisicamente diminuído - que foi como  me senti a semana que passou. Sem forças para fazer grande coisa...enchi-me de televisão... estava ali, se queria olhava, se não...fechava os olhos ou mudava de canal. O Mezzo foi a melhor presença. A música, quando é boa, é excelente companhia, independentemente de género - canto, piano, vilolino ou flauta, clássica, barroca , jazz ou tango...ouvi de tudo um pouco, por intérpretes virtuosos, com maestros fabulosos.

De programa em programa, constato que , por mero acaso,acabei por visualizar programas sobre três escritores portugueses, diferentes em género, iguais em qualidade literária - isto digo eu , ignorante que sou. Vejamos:

O canal "Memória" trouxe-me o José Gomes Ferreira do " João Sem Medo", num documentário , onde a simplicidade de quem é grande é a maior presença.

 

José Saramago, omnipresente devido à polémica levantada pelo seu último livro, "Caim"...ou   terá sido pelas suas opiniões, pela sua linguagem agressiva, indiferente à sensibilidade dos simples...( deles é o reino dos cèus...) ? esteve a todas as horas, em todos os canais. Um grande das letras portuguesas não precisava de se ter excedido tanto! E não foi, digo eu, pela publicidade! Quem tem a informação, a  imaginaç ão,  a capacidade de expressão notáveis de um génio...está publicitado por natureza. Porquê tanto amargor, tanta indiferença perante os outros,alguma sobranceria...antipática, atrevo-me a dizer?Porquê ?! Ficou - me o coração  desconsolado, pela atitude. O livro, desconheço, por enquanto. Ainda ando a ler "A Viagem do Elefante".Muito interessada.

 

O momento mais alto destas minhas aventuras televisivas foi a entrevista de Judite de Sousa a António Lobo Antunes! Será difícil esquecer aquela presença, aquele sorriso de criança, aquela poesia em prosa que foi aquele diálogo; a simplicidade na grandeza das opiniões, simpáticas ou não , mas verdadeiras, a grandeza dos génios agressivamente presente - sem amargor, sem  lamentações, num profundo respeito pelo sofrimento dos outros, numa consciência  da  pequenez do homem perante o seu Criador, na confiança na ciência e nos que a detêem,... sei lá bem quantos outros aspectos da vida! mas sempre na doçura da expressão, na tenura pelos outros, no sorriso esquivo que ilumina a criança dentro do adulto... - um encantamento ! 

 

O ter estado retida em casa, sem contactos com o exterior, foi compensado pela oportunidade de ver alguns programas bem interessantes. O que me leva a reflectir sobre a importância da televisão... em geral... mas em particular relativamente aos que mais nenhumas outras oportunidades têm de se informar, de se valorizar...ou de recordar - como é tão comum nesta fase da vida chamada de  "Terceira Idade", à qual terei obrigatoriamente de me ir habituando... contrariada...confesso!

publicado por mfssantos às 09:47

15
Out 09

"De castigo,vais escrever  esta frase em casa 20 vezes"

 

 Perante um T.P.C. desta natureza, interrogo-me:

 Qual o objectivo de um trabalho de casa?

 Pelos vistos, este era " de castigo". Discordo inteiramente. Não é minha ideia inculcar na criança que trabalho é igual a castigo! Em contrapartida, sugiro:

 

 - que os T.P.C. sejam exequíveis, de acordo com a idade e desenvolvimento da criança

 

 - que tenham como objectivo  re-for-çar a aprendizagem em curso

 

 -que possam ser feitos com gosto e brio, com a alegria de quem sabe estar a valorizar-se

 

 

Ja-mais....como castigo!

 

"Manda quem pode, obedece quem deve", diz o povo.

Eu digo : é fácil a quem tem o poder humilhar e abusar dos pequeninos...

publicado por mfssantos às 11:00

 Estamos todos um tanto cansados de ouvir falar de Política. Há até quem recuse prerentoriamente o tema, como se essa - e toda outra qualquer atitude - não tivesse um fundo político. Isto digo eu, que nada sei de política, mas que percebi que isolar-me e alhear-me não me levaria longe, nem contribuiria para o bem comum...Sendo assim, optei por estar atenta, escutar daqui e dali,usar do meu raciocínio  e do meu livre-arbítrio... e ir decidindo escolhas, simpatias , censuras, recusas...baseada nalgum bom senso que ainda possa guardar dentro de mim.

Deste período de eleições fica-me a recordação negativa da agressão, do insulto, pior, da insinuação que prossegue em calúnia...Ai, dessa política também não quero saber, também a recuso perentoriamente.  Mas faz-me falta - como a qualquer cidadão comum - a informação, sobre o que lá vai e sobre o que há-de vir, e como virá, se desta maneira , se da outra... isso tudo eu quero ouvir discutir; se possível, quero ler sobre o assunto, reflectir, discutir com gente interessadamente bem intencionada...acho isso imprescindível para, tão responsavelmente quanto eu seja capaz, participar  na organização da sociedade em que vivo. Já o disse uma vez, há muitos anos e noutras circunstâncias "Recuso-me a ser a simples flor que decora a mesa", por um lado; mais ainda,lutarei para jamais ser joguete na mão que humilhe os mais simples e desprotegidos.Se isto é fazer política...então eu não escapo! Desculpem -  me aqueles que não podem ouvir falar de política.

publicado por mfssantos às 10:24

Alguma inércia, talvez preguiça...quem sabe, algum desencanto -porquê?! - um  cesto de razões sem razão nenhuma para esta ausência...o que é facto é nada ter registado nos últimos tempos. E houve coisas interessantes.

Setembro é um  mês recheado de aniversários familiares. Dizem que os nascidos em Setembro são boa gente, ponderados, famintos de equilíbrio,dedicados às artes...Não sei. Refiro apenas que o melhor destas datas são " os programas de animação das festas" organizados pelas crianças. Timidamente a princípio, pedem licença aos adultos para  apresentar " a música em honra de...", o poema aprendido na escola, a canção que a Maria sabe...E acabam sempre com um grande coro, em que a família toda se envolve, entusiasmada após as inesperadas exibições dos mais treinados e com evidente habilidade para a música, às vezes uma surpresa bem agradável... Oh, a Música! O que ela faz e já fez.... E à lembrança vem o Coral das Letras, os Encontros de Coros, Llangogllen, no País de Gales o mais memorável, os espectáculos mundo fóra,o contacto com tanta gente atraída pela Música em geral,  pelo gosto de cantar em grupo em particular...

 

Em voz de contralto,-  desta vez por escrito - eu digo "que saudade!". 

publicado por mfssantos às 09:58

Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
27
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO