"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

30
Jul 09

Agosto e férias...quase são sinónimos! Mas repartir férias já vai sendo um hábito, um bom hábito. É assim que, depois  de um princípio de mês na aldeia, baby-sitter da senhora nossa bichinha de estimação...foi agora uma semana incompleta num parque de campismo à beira-mar, junto a uma praia paraíso de surfistas e dos meus três netos mais novos,principiantes entusiastas de body-board...Ai que felicidaqde naquelas carinhas, cada vez que , em triplicado, acertavam na onda e deslizavam lado a lado! E que olhar de ternura de pai/padrinho "babado" ao ver a alegria daquelas crianças! Esquecem~se as dores, as mágoas, as ralações, os problemas graves  à espera de solução,o trabalho, o escritório, os clientes, os colegas... a crise! O tempo corre de forma diferente junto àquele mar, debaixo daqueles pinheiros, naquelas caravanas e naquelas tendas, grelhando os pimentos e os franguinhos,cortando tomate para as saladas, convocando os ciclistas para a refeição familiar, mesmo que atrás venham mais dois ou três convivas, falando "portunhol" ou inglês macarrónico,( já que o francês e o alemão não permitem tão simplesmente a comunicação...e o sueco ou o finlandês pior um pouco....)O convívio é tranquilo,afável, pacificador. E o sono chega ,reparador, para  o bulício se repetrir no dia seguinte...Que férias!

E vai entrar Agosto. Mais umas semanas na aldeia, quem sabe, mais uma visita à beira mar, em procura de velhos amigos e de velhos hábitos... para retemperar o corpo, para renovar as forças, para fortalecer a mente...para recomeçar, recomeçar mais uma vez,, e outra, e outra...É a vida!

publicado por mfssantos às 21:07

23
Jul 09

Nesta invernosa tarde de Julho a única coisa boa foi ter ligado a Tv e ter deparado com a figura inconfundível de  Katherine Hepburn  -  enche o ecran com a sua beleza ,  a sua voz, a sua expressividade inegualáveis....

E acomodei-me para ver o filme, já pela terceira ou quarta vez " Adivinha quem vem  jantar" 

Quase não dei pelo tmporal!

publicado por mfssantos às 00:21

19
Jul 09

"A Terra é azul!"

 

Azul?! com todas estas queimadas,tições negros na lonjura,com rios brancos da espuma dos químicos poluentes...como pode a terra ser azul?!

 

Mas essa foi a visão dos que  chegaram à Lua pela primeira vez. Heróis exploradores, temerários como Gil Eanes, Bartolomeu Dias, Vasco da Gama ,Álvares Cabral, Colombo ou Magalhães, Gago Coutinho ou Sacadura Cabral...

Equipas de estudiosos, peritos,técnicos...estiveram na sombra a preparar o caminho daqueles que "deram novos mundos ao Mundo", investindo com curiosidade e esforço,dedicação e humildade na procura para além do visível pelo comum mortal.

 

E o grande dia chegou, e os homens pararam frente às televisões para observar aqueles estranhos seres, movendo-se como se pendurados por fios bambos, em aparentes  saltos de alegria...Visão inesquecível que alguns ainda pensam ter sido um "truque" televisivo!

 

Já lá vão 40 anos...E o que temos feito a este nosso planeta azul entretanto? Será que irá manter a cor? o viço...o aroma...a luz....?Ai quanta responsabilidade! E quanta dificuldade!

 E...ignorância...?

Deixo a pergunta no ar...fecho os olhos e relembro as imagens daquele dia.Um espanto!

publicado por mfssantos às 19:37

09
Jul 09

"Não acha extraordinário estarmos a discutir a responsabilização dos pais pelo comportamento de seus filhos nas escolas?"

 

Era esta a pergunta do jornalista no programa Antena Aberta de hoje.

Fui escutando os vários intervenientes...e fui tomando notas...

O facto é que , até aos 18 anos , eles são menores...portanto, da responsabilidade dos pais..

 

Uma petição,a partir de uma escola de Darque, surge na sequência da actuação de pais que se alheiam do comportamento  dos filhos...

Entretanto, muitos destes pais recebem apoios sociais, exactamente para usufruirem de condições mínimas para o bem das famílias....- dizia um dos participantes.

E foram sendo sugeridas penalizações para aqueles que não cumprissem...

                                              - multas?

                                              - trabalho comunitário a favor da escola...?

                                              - perda de regalias sociais ?

                                                                        .......

Argumentou-se que já estão previstas na lei situações penalizáveis...com soluções drásticas até, que podem levar ao retirar do poder paternal...mais legislação não iria acrescentar grande coisa...

 

Outra   visão do problema aponta caminhos diferentes.

 

Perante a fragilidade do adequamento legislativo às nossas realidades, há que investir na construção da relação escola-família, muito para além das funções do director de turma, já sobrecarregado de trabalho ...

 

E surgiu com força a ideia dos "gabinetes de integração escolar", mediadores apoiados em equipas de técnicos adequados, profissionais capazes de fazer a radiografia dos problemas ,caso a caso, ... a fim de encontrar saídas educativas...e não cometer injustiças, generalizando...Para que não haja pais que nunca vão à escola...ou que haja outros que lá vão, numa atitude de desafio, apenas contestar...não colaborar - pois é disto que se trata, todos juntos, escola, família, rede social...todos juntos, em colaboração, apostemos na formação, na instrução dos nossos jovens, que eles são o futuro de um país...e o conhecimento, a sabedoria, o profissionalismo, a par de sageza e bom senso, são os factores que nos proporcionarão ,amanhã, governantes capazes, responsáveis, servidores de ideais e de um país...que é o nosso!

 

Valerá a pena continuar a procurar soluções formativas...ainda que, em desespero, seja uma tentação avançar para as punições...

publicado por mfssantos às 17:57

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
24
25

26
27
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO