"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

30
Abr 09

Estive a rever este blog...Tão "fraquinho"...tanta inexperiência na forma...E o conteúdo...tão desorganizado, manta de retalhos meio atabalhoados...Enfim, não é fácil, ali, no momento, juntar duas ou três ideias,desencantar uma imagem, um som apropriado...

publicado por mfssantos às 18:08

29
Abr 09

Um sorriso ilumina a tua face e a dos que te são próximos.

Ainda que se te aperte o coração...deixa o sorriso vencer.

 
Um número infinito de matemático entra num bar.

O primeiro pede uma cerveja.

O Segundo pede meia cerveja.

O terceiro pede um quarto de cerveja.

O barman diz: - Vocês são todos parvos. - e serve-lhes duas cervejas.

Só rimos das parvoíces|
 

 

publicado por mfssantos às 11:11

 

 

 

Bem queria criar um post sobre música... ...

publicado por mfssantos às 10:39

22
Abr 09

 

 Ver imagem em tamanho realAntes do 25 de Abril, poucos se interrogariam se poderíamos viver num outro país, numa outra nave, com rumo diferente e timoneiro ao leme com ideias mais interessantes...

 

Felizmente, gente existia que sonhava, pensava, organizava...ganhava coragem para avançar noutra direcção.E , um dia, quando muitos dormiam, ou, como eu, festejjava o aniversário de uma amiga, um grupo de valentes saiu de Santarém para Lisboa, comandado por um Homem bom, Salgueiro Maia. Contaram-me que levavam armas mas...não teriam munições! Fosse como fose, e uma vez em Lisboa, também não precisaram delas. A mudança fez-se com cravos na ponta das baionetas!

 

 O que quer que tenhamos esperado do 25 de Abril, para uns "foi demais"; para outros...ainda falta tanta coisa! Mas uma coisa é certa: o podermos expressar-nos livremente, o simples facto de eu poder ,aqui e agora, estar a escrever este texto...já valeu a pena.

                                  MfsSantos

 

 

publicado por mfssantos às 11:07

21
Abr 09

publicado por mfssantos às 19:28

Pen(ny) Penha da Silva...

 

          Por estranho que pareça...este é o nome do nosso terceiro animal d estimação!

 

          Tivemos um Doc catorze anos. E ainda hoje se contam histórias...se revivem momentos...e, às vezes, os olhos ficam baços...

          Tivemos uma Star, pastora serrana em oposição ao alemão vigoroso ,imponente anterior - noentanto, bem melhor comportado, civilizado e obediente do que a nossa doce

rústica Star, demasiado senhora do seu nariz....

 

           Pois voltamos, no feminino, aos pastores alemães.

           Foi-nos entregue numa caixa de papelão no dia em que fazia três meses. Retirada da mãe e da ninhada, logo se afeiçoou a quem lhe falou meigo e acarinhou, embaraçando-se nos pés de quem assumiu vigiá-la, alimentá-la, acarinhá-la. Em três dias aprendeu a localizar o espaço da sua alimentação e da sua higiene pessoal. Os seus olhos, as orelhas arrebitadas, a cauda sempre em movimento mostravam adaptação...talvez...felicidade.

 

           Mas, de novo na caixinha (palavra que já relacionava com o objecto),aí foi outra vez de viagem, duzentos quilómetros,para vir a ser recebida na casa de outras duas crianças há  longo tempo aguardando um animal de companhia...Ali se encontra, para alegria (e trabalheira...)de toda a família.

           Hoje vão fotos. Não é linda a nossa bichinha?!

publicado por mfssantos às 10:23

17
Abr 09

 

Será que eles nos entendem....?

Melhor: será que nós os entendemos?...

publicado por mfssantos às 11:58

Para tudo há uma primeira vez.

 

A frase não é minha e já está gasta. Mas encaixa aqui, no momento.

Kitty Cat foi a primeira vez. E a escolha não foi famosa...nem sequer ajuda muito a dar-me a conhecer...Se não amo animais de companhia?! Ao contrário.E de alguns guardo até doces memórias. Mas eram bem diferentes do animalzinho de luxo, que cliquei para inserir uma foto neste blog. Não que não seja atractivo. Mas perderia , de certo, frente a qualquer dos meus Tarecos, tigrados ou pretos de olhos verdes,que adoçaram momentos de nossos dias.Esses foram bichos a sério, quase gente. No topo da lista  aquela gatinha, mãe de ternura,que trouxe na boca, um a um, para um sexto andar recém adquirido, os seus quatro filhotes nascidos no quintal da moradia antiga.Quem não se enterneceria com tal instinto - ou seria dedicação?

 

De uma próxima vez...quem sabe?...talvez  a escolha seja mais feliz. Mesmo se continuar o tema "animais compinchas" ( gosto mais do que "animais de companhia").

publicado por mfssantos às 10:24

15
Abr 09

 

publicado por mfssantos às 12:12

A vida vive-se de muitas maneiras.

 

 

Ouvi esta frase há muito, da boca da sabedoria da minha Madrinha.Tantos anos idos e dou comigo, frequentemente,a repeti-la, a repensá-la,a tirar dela lições...que não perdem actualidade.

publicado por mfssantos às 12:05

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
18

19
20
23
24
25

26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO