"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

23
Abr 12

Emoções?...Com  certeza. Nem podia ser de outra maneira. O CELUC comemorou 58 anos... eu comemorei os cinco  que lhe dediquei com o entusiasmo que só a juventude proporciona...

 

Caloirinha fresca, às cegas e desconhecida numa Faculdade que nos abria portas...a medo procurei as inscrições...fiz o teste de voz...comecei a ir aos ensaios, todos os dias do meio dia à uma...comigo outros tantos principiantes e alguns veterenanos...Mas o que contava era o maestro, que a poder da sua voz, ora digo, tu repetes...ia preparando os naipes aos pares:sopranos e tenores um dia; no dia seguinte baixos e contraltos; dois dias depois...todo o mundo. Depois...era ir aperfeiçoando, corrigigindo, educando...sim, porque ninguém sabia uma nota de música! Quanto esforço e quanta dedicação, numa época em que não se ouvia falar de grupos corais mistos...Havia em Liboa o do maestro Lopes Graça...mais tarde, no Porto,o de  Mário Mateus (?) Tudo estava por fazer! era preciso "educar" os cantores...mas também era preciso educar o público. Então num meio académico, com a rapaziada pronta a divertir-se à custa dos "artistas"....está-se mesmo a ver : de braços erguidos para dar o tom...quantas vezes foi preciso descê-los, levantá- los, tornar a descer e depois levantar...até haver silêncio na sala e, finalmente, mostrar o que tínhamos aprendido. E aprendemos muito! Foi mesmo uma escola de formação musical, de exigência e disciplina, de formação do gosto... Como não recordar com saudade estes tempos, contrapeso nas épocas de esforço, de exames, de luta pelo tal lugar ao sol em meio desconhecido? Cimentaram-se amizades, cumplicidades, solidariedades...e até se vieram a fazer viagens várias...casamentos...

 

Pois este dia 22 reuniu um grupo no Pátio da Universidade, para a Missa na belíssima Capela, abrilhantada pelo magnífico órgão e coro...nas nossas mentes a memória dos que foram à frente - e já são muitos. Mas logo, reunidos na escadaria para a foto sacramental, se ouviram vozes a cantar com entusiasmo...o "João Barandão", o "Vira-te para mim ,ó Rosa"... mas já sem coragem para o "Steal away", que esse...fia mais fino! "Quem canta...seus males espanta" -  e lá nos animámos para o almoço, que decorreu na encosta frente à cidade...

Não sei se é verdade: "Coimbra tem mais encanto na hora da despedida"?...

publicado por mfssantos às 17:24

Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO