"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

07
Set 11

Na latada,

as uvas morangueiras

derramam seu perfume

em  forma tal ,

que nos envolve fundo

chegados ao local.

 

As beladonas,

copos de leite rosa,

a esmo nos alegretes do jardim,

fazem erguer do chão

aquele aroma estonteante

como que vindo em vasos requintados,

de Paris.

 

Setembro é Setembro,

fragâncias fortes, violentas,

diferentes dos doces odores primaveris.

 

O sol aquece forte, pelas tardes.

E, à noite, a lua

é gomo gigante de laranja

iluminando as sombras.

De manhã, porém,

o orvalho cobre o vidro embaciado

das janelas do meu quarto...

Próximo... está o frio...

Ou será...o vazio...?

 

A

publicado por mfssantos às 14:54

Lindo poema! Tem palavras simples e certeiras que nos obrigam a vivenciar cada momento...
Bjo.
mariali a 12 de Setembro de 2011 às 22:08

Olá! Acabaram as férias...Como estão todas? Abraço, M.F.
mfssantos a 13 de Setembro de 2011 às 20:58

Muito obrigada!
Ora aqui está um belo poema, parabéns :)
Maria a 14 de Setembro de 2011 às 21:49

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

19
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO