"cantarei" o que a vida me oferecer... bichos...efemérides...alegrias...raivas(!) e o que mais adiante se verá!

14
Mar 11

O telefone acaba de tocar. Atendo uma voz desconhecida, que se identifica.Se bem que eu não posso confirmar a identificação, claro. Educadamente, sou informada que se trata de um inquérito de uma empresa de sondagens bem conhecida no mercado. Pergunta-se: no momento tem alguém do sexo masculino aí em casa? E especifica-se: entre os quinze e os trinta e cinco anos...E a menina, ou senhora, que idade tem? (Esqueceu-se da tal "regra", que diz ser...pouco simpático... perguntar a idade a uma senhora...) Setenta e três, respondi calmamente. "Ah, então não pode ser entrevistada, peço muita desculpa". Não tem importância, respondi. E desliguei.

 

Mas fiquei a pensar: então a provecta idade senior de setena e três não "serve" para chegar a conclusões?! Ora esta! E eu a pensar que a experiência dos mais velhos teria algum valor! Ah, e também teria que ser do sexo masculino! Céus, em que mundo estamos?! A diferença de género conta para quê? Só me lembro de algo intransponível, por enquanto(!): só as mulheres podem dar à luz!De resto...

 

Se bem percebi, tratava-se de um inquérito sobre imprensa, hábitos de leitura de revistas, jornais...

Bem podem pesquisar , a ver se a informação é fiável, se a opinião aparece como tal; se a imprensa cumpre também o seu papel pedagógico de dar alguma formação...; se diverte e preenche tempos livres...quem sabe, se publicita menos e com mais qualidade na escolha do que é publicitado...

 

Utopias de uma velha senhora, não?...

publicado por mfssantos às 18:27

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO